quinta-feira, março 29, 2012

Seis da tarde

Seis da tarde:
os homens viram sombras,
mas nem se dão conta.
Continuam andando,
apressados.

Andam, andam, andam
mas não saem do lugar.
Comum.
Postar um comentário