terça-feira, novembro 13, 2012

Morgana




Ela se olha no espelho e se descobre Morgana,

a fada poderosa de Camelot.

Não teve o amor do pai, de Lot teve sexo

e não sabe aceitar a mão estendida de Arthur.

Morgana é rainha de um reino imaginário.

Um reino que existe do outro lado dos espelhos,

nas profundezas dos lagos.

Ela é rainha das sombras.

Seus domínios não são deste mundo.

Ela conhece o gosto do alho, das teias de aranha

e das unhas ressequidas dos pés.

Ela sabe a receita das poções mágicas

e consegue ler o livro que todo homem trás escrito em seu coração.

Morgana é a mulher que nos habita

desde que Eva sentiu o gosto da maçã,

desde  que Maria concebeu Jesus

desde que Madalena deixou-se beijar por Cristo.

Morgana existe em mim e em você.

Ela é a nossa mulher atávica.

Ela tem o dom de fazer lindas tranças com nossos cabelos.

 

E perfumar-se com óleo de rododendro

para as intensas noites de amor com seu cavaleiro negro.

Ela compreende a língua do fogo

e lê as cartas que o futuro escreveu para o passado.

Morgana entende o olhar dos mortos que nos espiam,

na luz das estrelas,  em cada anoitecer.


 
Postar um comentário