sexta-feira, janeiro 17, 2014

Não somos a primeira vez



   

Beijei os seus olhos
em minhas mãos
e parti.

Não fosse a noite

(quente)

teria ficado dentro:

_ "Nãos somos a primeira vez", disse,
de cócoras, à beira do fogão. 

brasas ardendo lenha vermelha
fumaça branca furava telhas

Noite sem estrelas,
não deveria haver...



Imagem: Audrey kawasaki

Assis, Sp - 1981
Postar um comentário